Já deveríamos ter aprendido que intervir nos preços de combustíveis e energia por interesses demagógicos e eleitorais tem graves consequências que chegam no curto prazo e recaem sempre sobre os mais pobres.

Não seria preciso lembrar que, no caso da energia, um dos motivos do aumento das tarifas muito acima da inflação foi a redução demagógica do preço num passado recente.

Dessa vez, o que mais assusta é o desejo de modificar a Constituição Federal para alcançar esse objetivo.

As aventuras para “solucionar” o problema vão de  intervir diretamente na política de preços da Petrobras até uma renúncia fiscal que pode chegar a 100 bilhões de reais. 

O mais absurdo é perceber que essas aventuras parecem pouco diante do desejo de uma mudança constitucional que simplesmente avacalhara a Lei de Responsabilidade Fiscal e permitirá a volta das renúncias fiscais sem garantias de recomposição do orçamento.

É sempre bom lembrar que onde passa um boi passa uma boiada…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.